David Teles Ferreira

aqui vou publicando o que vou escrevendo

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Repetimos gestos



Repetimos gestos. Cumprimos gestos por repetição. Viciamo-nos neles. Criamos rotinas. Agarramo-nos a eles como a bóias salva-vidas. Usamo-los para manter situações que muitas vezes já não desejamos, mesmo sem dar por isso. Sem dar conta que as queremos terminar. Usamo-los para nos manter à tona da vida. Para sobreviver. Tornamo-nos autómatos. Imitamos sentimentos. Emoções. Os gestos repetidos até à náusea. Para justificar a situação em vez de, naturalmente, dela decorrerem. Dizemos a nós próprios, quando disso nos apercebemos, que é a última vez. Que acabou. Mas, quando reparamos, já tornámos a repetir aquele gesto. Mecanicamente. Ou apenas por medo do vazio.

1 comentário:

  1. lo justo. pocas palabras, mucha sabiduría. salud desde el sur.

    ResponderEliminar